quarta-feira, 20 de março de 2019

Cinema – “Capitão Marvel”

Passado nos anos 90, “Capitão Marvel”, da Marvel Studios, é uma nova aventura de um período nunca antes  visto na história do Universo Cinematográfico Marvel, que segue a jornada de Carol Danvers enquanto se torna numa das heroínas mais poderosas do universo. Quando uma guerra galática entre duas raças alienígenas atinge a Terra, Danvers dá por si, juntamente com um pequeno grupo de aliados, no centro do acontecimento.

Tardes da Agulha e da Linha

Sob o lema “Vem ensinar, aprender ou apenas conviver”, a edição de março das Tardes da Agulha e da Linha decorre no sábado, dia 30, entre as 14 e as 19 horas. Com esta ação pretende-se a promoção do convívio entre gerações, a partilha de conhecimentos e experiências ligados às artes manuais que envolvem agulhas e linhas e contribuir para a preservação e divulgação das tradições do nosso Concelho. O Cá da Terra oferece chá aos participantes.

Cinema às Quartas – “Dogman”

Num subúrbio de uma periferia suspensa entre a metrópole e o deserto, onde impera a lei do mais forte, um homem gentil divide o seu tempo entre o trabalho num salão de beleza para cães, o amor pela fi lha Sofia e a relação ambígua de submissão com um ex-boxeur. Farto de ser humilhado, e determinado a reafirmar a sua dignidade, prepara-se para uma vingança tão inesperada como feroz.

Passeio Pedestre “Do Pão ao Vinho”

Sob o lema “Vem andar ou correr por caminhos de Sardoal”, vai decorrer no dia 24 de março um Passeio Pedestre pelo percurso “Do Pão ao Vinho”.
A concentração dos participantes está marcada para as 08h45m na Lapa, em Cabeça das Mós, sendo que o passeio terá início às 09h00m, num percurso de 9,5 km.
A participação no Passeio Pedestre é gratuita, mas as inscrições são limitadas e devem ser feitas até dia 21 de março, no Posto de Turismo, pelo tlf. 241 851 498 ou online.
Recorde-se que, até dezembro, decorrerão vários passeios pedestres (ver calendário aqui), sendo que alguns serão temáticos e levarão os caminhantes a descobrir trilhos fora da rede de percursos existente no Concelho.

“À espera de Godot” pelo Teatro Nacional D. Maria II

O Teatro Nacional D. Maria II apresenta no Centro Cultural Gil Vivente, no dia 23 de março, pelas 21h30m, a peça “À espera de Godot”.
Da autoria do dramaturgo Samuel Beckett, a partir da tradução de José Maria Vieira Mendes e com encenação de David Pereira Bastos, “À espera de Godot” procura “encontrar a melhor maneira, a mais livre, curiosa e perplexa de passar o tempo.” No espetáculo, dois homens, Didi e Gogo, esperam em vão por um terceiro, Godot, enquanto vão desfiando um diálogo à volta de problemas sociais, políticos e, sobretudo, filosóficos.
Bruno Simão, David Pereira Bastos, Miguel Moreira e Rui M. Silva são os atores deste espetáculo produzido pela Estado Zero - Associação Cultural e com coprodução do Teatro Nacional D. Maria II.
Os bilhetes para a peça “À espera de Godot” têm o preço de quatro euros, podendo ser adquiridos na bilheteira do Centro Cultural Gil Vicente, de terça a sexta-feira entre as 16 e as 18 horas, aos sábados das 15 às 18 horas ou 45 minutos antes do início do espetáculo. As reservas de bilhetes podem ser efetuadas através do tlf. 241 855 194, tendo de ser levantadas até às 18 horas do dia 21 de março.

Recital de Canto, Poesia e Piano

No âmbito do Dia Mundial da Poesia, o Centro Cultural Gil Vicente recebe, em 21 de março, pelas 21h30m, um Recital de Canto, Poesia e Piano por Carla Seixas, José Corvelo e Leonor Seixas.
O espetáculo tem entrada gratuita, mas sujeita a levantamento de bilhete.

Exposição “Florestas para o Futuro”

O Centro Cultural Gil Vicente acolhe, entre 22 de fevereiro e 22 de março, a mostra “Florestas para o Futuro”, que abrange as temáticas: Incêndio Florestais, Alterações Climáticas e Sustentabilidade.
A exposição, que decorrerá em simultâneo nos 13 concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), é composta por 20 painéis que pretendem homenagear as vítimas dos incêndios de 2017; dar voz às preocupações quotidianas das comunidades; sistematizar e disponibilizar a informação publicada na imprensa sobre a problemática dos incêndios e contribuir para o intercâmbio dessa informação e para a construção de conhecimento sobre o assunto.
É ainda objetivo desta mostra fomentar uma reflexão abrangente sobre o tema dos incêndios florestais e contribuir para a formação da consciência crítica dos cidadãos e das comunidades, sensibilizando as populações para a necessidade de assumirem a prevenção como tarefa de todos e contribuírem para a persecução dos 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas.
Esta iniciativa é promovida pela CIMT, através do Grupo de Trabalho das Bibliotecas, que este Município integra, e cofinanciada pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos 2014/2020.

Cinema – “Capitão Marvel”

Passado nos anos 90, “Capitão Marvel”, da Marvel Studios, é uma nova aventura de um período nunca antes  visto na história do Universo Cin...