quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Workshop de Relicários

O espaço Cá da Terra irá receber, no próximo dia 18 de novembro, às 15 horas, um Workshop de Relicários orientado por Maria João Santos, da Oficina das Hortas.
Os participantes terão a oportunidade de aprender a fazer um relicário, tendo, apenas, que levar uma tesoura e uma moldura à sua escolha.
As inscrições para este workshop são limitadas e têm o valor de 10 euros por pessoa, podendo ser feitas através do e-mail cadaterra.sardoal@gmail.com, pelo tlf. 241 851 144 ou presencialmente no Cá da Terra.

Passeio Pedestre pela “Via Romana”

Sob o lema “Venha andar ou correr por caminhos de Sardoal”, vai decorrer no dia 12 de novembro um Passeio Pedestre pela “Via Romana”. A concentração está marcada para as 08h30m, na Junta de Freguesia de Valhascos, sendo que o passeio terá um percurso de 12,7 km, de dificuldade difícil.
A participação no Passeio Pedestre é gratuita, mas as inscrições são limitadas e devem ser efetuadas, até dia 09 de novembro, aqui ou no Posto de Turismo (telf. 241 851 498).

Sessão do Festival de Filosofia de Abrantes

O Centro Cultural Gil Vicente acolhe uma sessão do Festival de Filosofia de Abrantes, no dia 11 de novembro. As intervenções iniciam-se, às 15h00m, com o convidado Christophe Bouilland, que abordará o tema “L´Union européenne peut-elle encore devenir une fédération démocratique?”, seguindo-se, pelas 17h30m, uma conferência com jovens pensadores sob a temática “Os desafios do futuro”. As intervenções da noite, com início às 21h30m, estarão a cargo de António Guerreiro, que debaterá “A democracia, esse tudo que é nada”, e de Nuno Lemos Pires com o tema “O logos e a consciência cultural na prevenção de conflitos”.
O Festival de Filosofia de Abrantes é promovido pelo Clube de Filosofia de Abrantes, Palha de Abrantes – Associação de Desenvolvimento Cultural, e pelos Municípios de Sardoal e Abrantes.

Cinema às Quartas – “A Fábrica de Nada”

Uma noite um grupo de operários percebe que a administração está a roubar máquinas e matérias-primas da sua própria fábrica.
Ao decidirem organizar-se para proteger os equipamentos e impedir o deslocamento da produção, os trabalhadores são forçados - como forma de retaliação - a permanecer nos seus postos sem nada que fazer enquanto prosseguem as negociações para os despedimentos. A pressão leva ao colapso geral dos trabalhadores, enquanto o mundo à sua volta parece ruir.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Voltar aos Clássicos com “Alcorão”

A sala multiusos do Centro Cultural Gil Vicente recebe no dia 17 de outubro, pelas 21h30m, uma sessão da iniciativa “Voltar aos Clássicos” sobre a obra “Alcorão”.
A sessão iniciar-se-á com uma apresentação e reflexão sobre a obra em causa, cuja intervenção inicial estará a cargo de Alves Jana.
A iniciativa é promovida pelo Clube de Filosofia de Abrantes em parceria com este Município. A participação nesta sessão é gratuita e aberta à população em geral.

Cinema às Quartas – “Paterson”

Paterson trabalha como motorista de autocarro na cidade de Paterson, em Nova Jérsia (EUA). A sua rotina diária é sempre igual: acorda exatamente à mesma hora, vai trabalhar, regressa para os braços de Laura, a namorada, passeia Marvin, o cão, bebe uma única cerveja no bar de um amigo e escreve poesia. A sua vida é tranquila e a sua existência discreta. Paterson está apaixonado por Laura e ela por ele. Ele apoia os sonhos e projetos mais arrojados da namorada; ela incentiva-o e inspira-o na escrita dos seus poemas. É assim todos os dias.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Concerto “Orquestra Caminhos”

No âmbito do projeto “Caminhos da Pedra”, a “Orquestra Caminhos” apresenta-se no Centro Cultural Gil Vicente, no dia 15 de outubro, pelas 16 horas. Este é um projeto comunitário, dirigido por António Serginho, diretor e elemento da banda Retimbrar, onde a música se afirma como um cartão de visita invisível assinado por músicos amadores locais, de três associações concelhias.