Bem Vindo !

A Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Sardoal dedica este espaço a todos os que queiram participar nas atividades connosco.

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Sugestão de leitura e escrita

Vê a nossa sugestão, utiliza o teu tempo livre a ler ou escrever agora que estás em casa mais tempo. Se gostas de escrever poesia ou se te apetece hoje, envia-nos um poema para becre@escolasardoal.com para o publicarmos e partilhar com todos.

Sugestão  de                                                                    leitura
              Hoje vamos falar-te de um livro de poesia!
           «O Pássaro da Cabeça e mais versos para crianças» foi escrito por Manuel António Pina, um jornalista e escritor português que nasceu no Sabugal em 1943.Viveu em lugares diferentes do país, estudou Direito em Coimbra, mas foi no Porto que passou grande parte da sua vida e aí faleceu em 2012. Escreveu diversas obras, muitas em poesia tendo-lhe sido atribuídos diversos prémios literários, dos quais salientamos os seguintes: «O grande Prémio de poesia da APE/CTT em 2005, o «Prémio Camões» em 2011 e «O Prémio de poesia Teixeira de Pascoaes» em 2012. Muitos dos seus livros são escritos para crianças e jovens e recomendados pelo Plano Nacional de Leitura. «O país das pessoas de Pernas para o ar», «Gigões e anantes», «O Têpluquê», «O livro da desmatemática», «Os piratas» e «O Pássaro da Cabeça» são alguns desses livros.
     Relativamente a este último, nele podes descobrir poemas engraçados, com jogos de palavras, pois este poeta gosta de brincar com as palavras e de as reinventar. Em alguns desses poemas são referidos os nomes da Ana e da Sara (as duas filhas do poeta) tais como em «A Ana quer» e «Era uma vez» e são poemas muito divertidos!
     Há outros poemas que nos fazem sonhar e acreditar no poder mágico da imaginação. Podemos fazê-lo lendo poemas aparentemente simples como «O pássaro da cabeça», «O aviador interior» ou «Basta imaginar».
             Deixo-te com dois poemas deste livro. Podes pesquisar na internet outros poemas desta obra e, se tiveres o livro, lê ou relê os poemas!

                                                                                               BOAS LEITURAS
Basta imaginar
                                                   Basta imaginar
Um pássaro para o aprisionar,
e depois imaginar o ar para o libertar
e imaginar asas para ele voar
e imaginar uma canção para ele cantar.
                                                                                                               Manuel António Pina, in O Pássaro da Cabeça
A Ana quer
A Ana quer
Nunca ter saído
da barriga da mãe.
Cá fora está-se bem,
Mas na barriga também
era divertido.                     
                           O coração ali à mão,
                          os pulmões ali ao pé,
                          ver como a mãe é
                           do lado que não se vê.
O que a Ana mais quer ser
Quando for grande e crescer
É ser outra vez pequena:
não ter nada que fazer                                                    
senão ser pequena e crescer
e de vez em quando nascer
e voltar a desnascer.                               

                                        Manuel António Pina, in O Pássaro da Cabeça







Sem comentários:

Publicar um comentário